Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Teresa Araújo, Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.


Sexta-feira, 26.05.17

Tutela anuncia reforço de meios para proteger floresta. Mas 2017 já começou mal

62_2.jpg

É sempre assim quando a floresta é “castigada” e os incêndios dominam os noticiários de verão.

Depois das terríveis ocorrências no verão passado, em Soajo, com prejuízos incalculáveis para o ecossistema e para a economia (mas, inversamente, “a indústria do fogo [também] dá dinheiro a muita gente”, como gosta de dizer o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes), a tutela apressou-se, logo (poucos dias depois), no Mezio, a anunciar medidas estruturais viradas para a prevenção (prioritariamente) e para o combate.

No seguimento deste plano de intenções, Jorge Gomes comunicou, recentemente, que, a partir de 1 de julho, no início da chamada “Fase Charlie”, os meios operacionais, no distrito de Viana do Castelo, serão reforçados, englobando mais “poder de ataque aos fogos florestais” e “mais 13 equipas, constituídas por 65 bombeiros”. Estes meios juntar-se-ão às 12 atuais corporações de bombeiros que cobrem os dez concelhos alto-minhotos. Ao todo, o dispositivo a mobilizar, no referido distrito, integrará 655 elementos, cinco equipas de intervenção permanente (EIP), dois  bulldozers e dois helicópteros.

O governante adiantou, ainda, que, em 2017, o dispositivo nacional de combate, a pensar na “época oficial de incêndios florestais” (estranha designação esta, como se os incêndios fossem inevitáveis e tivessem um período específico, no caso de 15 de maio a 15 de outubro), vai ser fortalecido, com 1350 militares do exército (estes vão receber formação e serão munidos de equipamentos específicos), os quais irão completar o trabalho dos bombeiros na fase de rescaldo dos fogos.

2016 foi mau. Mas 2017 começou pior

Segundo relatório recentemente divulgado, o património natural ardido em 2016 excedeu as piores expetativas. Só os incêndios que calcinaram Soajo (e freguesias vizinhas), na segunda semana de agosto, e Paradela, em setembro, consumiram 4794 hectares de floresta e coberto vegetal.

Mas, paradoxalmente, o balanço provisório de 2017 é bem pior. Segundo fonte municipal, o concelho de Arcos de Valdevez já viu arder, este ano, de janeiro a maio, o dobro da área queimada em relação a igual período do ano passado.

2_30.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:32

Quinta-feira, 25.05.17

Soajo sugerido cada vez mais como roteiro para descobrir o Parque Nacional

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

Não soa a novidade, longe disso, mas a promoção (graciosa) de Soajo por agentes externos é uma importante ferramenta de divulgação turística, sobretudo, pela capacidade de difusão junto do público (de estratos sociais favorecidos e de várias faixas etárias) que gosta de viajar.

O portal digital “Portugal du Nord” publicou, recentemente, dois artigos recomendando uma visita ao Parque Nacional com o propósito de descobrir os vários tesouros de Soajo.

“[…] A serra de Soajo, que oferece uma das mais notáveis paisagens do Alto Minho, no norte de Portugal, e os famosos e tradicionais espigueiros, erguidos sobre uma enorme laje de granito”, são apresentados como duas das atrações para uma visita ao território.

No meio de algumas gafes, igualmente recorrentes nos órgãos de informação nacionais, é referido que vale bem a pena um passeio pelas “pequenas ruas ladeadas por casas de granito”, convergindo todas para o Largo do Eiró, onde existe um Pelourinho”.

Também a antiga da Casa da Câmara, a igreja de São Martinho de Soajo e as ruínas de um antigo moinho (nas cercanias da Casa do Povo de Soajo, presume-se) são sugeridas como elementos de visitação no texto editado no passado dia 13 de janeiro de 2017.

Mas é na serra de Soajo e nas lagoas que os turistas à procura de uma evasão, longe do stresse, encontram o paraíso, ou quase. “São um hino à exaltação dos sentidos as cores da serra, o cheiro a urze e os sons dos animais que vivem em liberdade. Os trilhos permitem descobrir as brandas e inverneiras que povoam o território”.

A conjugação da serra com a água origina um “cenário típico” em Soajo, onde é possível “respirar o ar puro da serra e relaxar nas águas refrescantes do Poço Negro, uma das lagoas do rio Adrão”, lê-se no website.

Noutro post, datado de 6 de maio de 2017, o Parque Nacional é definido como o “top das visitas e atividades”, e nele pontifica Soajo, um dos “lugares a visitar”.

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

soajo-a-visiter-dans-le-parc-national-peneda-geres

Fotos: Portugal du Nord

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:27

Quarta-feira, 24.05.17

Supercampeões do karaté com raízes em Soajo aumentam contingente de praticantes no “primeiro clube de França”

Da Costa.jpg

O karaté francês deve muito à família Da Costa com raízes em Paradela.

É por influência do excecional talento dos categorizados irmãos Logan, Jessie e Steven Da Costa que o clube francês USLAM (Mont-Saint-Martin) tem conseguido atrair uma autêntica legião de jovens (e não só) para a prática de desportos de combate na região, podendo vir a reunir, no futuro, equipas de karaté, judo, aikibudo (arte marcial tradicional de origem japonesa) e boxe thai (vertente de artes marciais).

Segundo o jornal Le Républicain Lorrain, foi o presidente do USLAM, Christian Jourdain, que “lançou a ideia [de criar] um espaço específico para desportos de combate” na região de Meurthe-et-Moselle. Para esse efeito, estão em curso, neste momento, negociações com a Câmara para a compra de um edifício devoluto na região.

É sob os auspícios dos papa-troféus Jessie, Steven e Logan da Costa – os três acumulam inúmeros títulos europeus e mundiais (individuais e ao serviço da seleção francesa) e, também, por equipas (vencedores da Taça de França em 2016 e campões de França em 2017) – que o dojo, ou local destinado ao treino de modalidades como o karaté e o judo, se tornou demasiado pequeno para acolher uma centena de praticantes. Por isso, o USLAM teve necessidade de passar a utilizar uma das grandes salas do complexo desportivo do Val, onde o Município local investiu em tapetes (os vulgares tatami) destinados à prática (treino e competição) dos deportos de combate.

Como reconhece o jornal Le Républicain Lorrain, “a presença dos irmãos Da Costa faz com que promissores atletas de karaté de outros clubes venham naturalmente” e se juntem ao projeto do USLAM, sem que se possa falar em “caça furtiva”, lê-se no artigo publicado ontem, 24 de maio. Além disso, há atletas de taekwondo que “se treinam com a elite” do karaté francês, sendo que a equipa de treinadores incorpora, desde há muito, Michel Da Costa e, mais recentemente, o filho Logan Da Costa.

Os irmãos Da Costa dominam o karaté europeu ao serviço da forte seleção de França.

Foto: Le Républicain Lorrain (ao meio, da esquerda para a direita, Jessie, Steven, Michel e Logan Da Costa).

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:46

Terça-feira, 23.05.17

Portal turístico recomenda Soajo

soajo_espigueiros.jpg

Soajo é presença assídua nos media.

Sem soar a novidade, o blogue Go To Portugal, fundado e gerido por um português, recomenda Soajo como destino a visitar no território do Parque Nacional.

Na apresentação feita em inglês e francês diz-se que “Soajo é um núcleo rural isolado com vista deslumbrante do alto para o rio Lima e tem os espigueiros em pedra como principal atração. Goza de uma esplêndida vista sobre a paisagem circundante e os caminhos graníticos são uma oportunidade para descobrir a beleza desta área protegida”, lê-se.

O artigo está ilustrado com fotos da Eira dos Espigueiros e com uma “rua típica de Soajo”.

Para viajar pelo Parque Nacional, o website apresenta as possibilidades de transporte coletivo oferecidas pelo BUS Salvador-AVIC.

O blogue Go To Portugal tem cerca de 390 mil novos seguidores por mês.

soajo_rua (2).jpg

Fotos: Blogue Go to Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:32

Segunda-feira, 22.05.17

Soajeiro brilha em França numa arte a cair em desuso

fndfm.jpg

É soajeiro (de Paradela) e está radicado em França. É um dos mais conhecidos sapateiros de Bordéus, onde também dá formação. Mário Paulo Morgado Soares, de 44 anos, é um dos muitos soajeiros de sucesso além-fronteiras.

Chegou ao país do Hexágono muito novo, “quase sem nada, apenas com muito boa vontade”, segundo escreve acerca dele o LusoJornal, semanário dedicado às comunidades lusófonas radicadas em França. Como muitas histórias de desenrascanço, Mário Soares aprendeu cedo uma profissão, no caso a de sapateiro, na região de Paris, mas, por contingências da vida, rumou a Maisons Laffite (a cerca de 20 quilómetros da capital francesa) para gerir um hotel-restaurante.

Depois, em 2008, Mário Soares decidiu encetar uma mudança radical na vida dele. Vai com a família para Bordéus para realizar o sonho de abrir uma sapataria no centro da cidade. É na Cordonnerie La-C que desenvolve a sua veia criativa numa profissão que está a desaparecer com o tempo. “Faz arranjos de sapatos, malas e também se especializou na duplicação de chaves e reparação eletrónica de chaves de viaturas”, assim o apresenta Filipe Cerqueira ao LusoJornal.

Atento às organizações que se vão realizando na região, Mário Soares participa, presentemente, na Feira Internacional de Bordéus, um evento subordinado, entre outros ofícios, à arte e ao artesanato, o qual termina esta terça-feira, 22 de maio. Além de exercer a profissão e de se associar a certames do género, Mário Soares também gosta de ensinar e, por isso, dá formação, “com muito orgulho e respeito pelo trabalho”, na escola profissional CFA (Centre de Formation des Apprentis, nas proximidades de Bordéus), que, para muitos jovens, é um autêntico “trampolim” para o primeiro emprego.

Complementarmente, este acérrimo defensor da profissão é o presidente do Sindicato no Departamento e o representante desta organização na Câmara de Comércio.

Mário Soares mostra, se necessário fosse, que a chave do sucesso reside no trabalho, no profissionalismo e na paixão com que são abraçados os projetos.

É com base nesta “cartilha” que o futuro da profissão de sapateiro está salvaguardado.

13325506_1092967217464401_4919508812038085558_n.jp

11406591_474209619406893_2250250603922747500_o.jpg

14720516_1209955942432194_794948537591182377_n.jpg

17361775_1366430113451442_8235182552513661669_n.jp

17264673_1366430206784766_7125872951479380791_n.jp

Fotos: LusoJornal (em primeiro plano) e Facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:31


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031