Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Terça-feira, 27.12.16

Casas florestais vão ser recuperadas para fins socioeducativos e turísticos

IMG_7272.JPG

Existe recetividade para que as casas florestais sejam doadas, a curto prazo, aos Baldios de Soajo, que procederá à sua reabilitação gradual. O anúncio foi feito na Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo de 19 de dezembro, último.

O Conselho Diretivo dos Baldios de Soajo solicitou à Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF), que tem a posse das casas florestais, e ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), responsável pela gestão do Parque Nacional, a doação para reconversão deste valioso património. Dada a abertura demonstrada, estes imóveis, com acessos baldios, e sediados em espaços afetos aos compartes, deverão reverter a favor dos Baldios.

Às casas abandonadas será dada uma utilização, depois de devidamente intervencionadas. Em 2017, prevê-se uma dotação de 50 mil euros para arrancar com a recuperação de um dos imóveis.

Com base em informações adiantadas pelo órgão de gestão dos Baldios de Soajo, as casas que estão localizadas entre Outeiros e Ramil serão reconvertidas em espaços de apoio a turistas; a do Arieiro será entregue à brigada dos sapadores florestais e ao Clube de Caça e Pesca de Soajo; o imóvel de Vilar de Suente será transformado na futura sede dos Baldios e num centro de educação ambiental; e a sediada em Paradela funcionará como sede da Associação Cultural e Desportiva local (as instalações afetas a esta coletividade passarão a ser a casa mortuária de Paradela). Fora desta operação está a casa florestal de Adrão, que alberga, atualmente, a Força Especial de Bombeiros (FEB), brigada popularmente conhecida por “Canarinhos”.

A desativação das casas florestais, há mais de um quarto de século, levou este rico património à sua imparável degradação. O cenário que se pode avistar, hoje, nos imóveis “plantados” no “coração” do único Parque Nacional é um autêntico degredo: portas arrombadas, janelas esventradas, vidros estilhaçados, telhas escaqueiradas, tetos estripados, paredes conspurcadas e lixo atolado.

Entretanto, ao contrário de diligências feitas anteriormente pelo Município, a reabilitação (a)parece, agora, viabilizada com a provável doação das casas florestais aos Baldios, numa operação que será decisiva para dinamizar este território de montanha.

No presente, excluindo os visitantes de circunstância e os criadores de animais, um dos poucos sinais de vida nestes montados, abençoados por paisagens de “cortar a respiração”, diz respeito ao gado que vagueia em regime de pastoreio semilivre.

IMG_7250.JPG

IMG_7230.JPG

IMG_7254.JPG

IMG_7287.JPG

IMG_7261.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:32


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031