Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Sexta-feira, 28.04.17

Cerca de 2 mil alunos em festa no Mezio a “abraçar” a floresta

18121479_603000603226224_3271128895925720484_o.jpg

Os alunos de Arcos de Valdevez “abraçaram” o rio Vez no ano passado e, esta sexta-feira, 28 de abril, “deram um abraço” à floresta no Mezio. A atividade que, por razões climáticas, não se realizou no passado dia 21 de março, juntou, em ambiente de grande alegria, cerca de 2 mil crianças e jovens.

Em dia soalheiro (mas fresco), a Porta do Mezio e a floresta envolvente – num “abraço” unido pelo lago artificial – serviram de cenário ideal para um bonito momento de comunhão entre a população escolar e uma das “joias” mais valiosas da região, o Parque Nacional.

A iniciativa, virada para a preservação e promoção da natureza, englobou atividades ligadas à temática do ambiente, nomeadamente ações de consciencialização e ateliês.

A ver pelo sucesso da organização, daqui a um ano, talvez se cumpra um “abraço” à serra... mas atenção ao calendário escolar, porque esta ação, apesar de prevista no Plano de Atividades das várias unidades do Agrupamento de Escolas de Valdevez e da EPRALIMA, ao ser reagendada para o terceiro período, já de si muito curto (e no meio de feriados), desfavorece sobremaneira o desenvolvimento de conteúdos programáticos.

18156488_1702919296391519_2989466587144550411_o.jp

 Fotos: Porta do Mezio e EPRALIMA

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 21:12

Quinta-feira, 27.04.17

Oficina dedicada aos fornos solares promete ciência ao vivo

dd.JPG

Em mais uma organização de Soajo em Movimento ConVida, a Tasquinha da Capela recebe, este sábado (29 de abril, pelas 10.30), uma “aula” teórico-prática sobre fornos solares.

“Venham aprender a construir dois fornos ecológicos que são alternativas simples, eficazes, baratas e sustentáveis de cozinhar, utilizando apenas a energia do sol (forno solar) ou lenha miúda [rocket stove, que é uma espécie de reinvenção do fogão a lenha tradicional]”, lê-se na nota promocional da organização.

Soajo em Movimento ConVida exorta os interessados a levarem comida para um piquenique ambulante.

Forno solar foi inventado por padre-cientista arcuense

O tema desta oficina propicia uma abordagem aos ensinamentos inspiradores e globais do padre-cientista Himalaya (natural de Cendufe), que surpreendeu o mundo por onde passou com propostas visionárias como a da energia solar. Foi ele que inventou, por exemplo, o forno solar.

Muito à frente do seu tempo, o padre Himalaya, para saciar a sua “sede” de conhecimento, percorreu vários países. Frequentou cursos de Sebastian Kneipp, na Alemanha, e, no início do seu sacerdócio, foi estudar para França (Paris). Em 1900, realizou em Sorède (sul de França), uma experiência solar onde obteve as mais elevadas temperaturas à época, chegando a instalar uma máquina solar nos Pirenéus.

Não contente com este protótipo, concebeu mais duas máquinas solares. É com o terceiro Pirelióforo que ruma, em 1904, para os Estados Unidos da América, onde participa, na Exposição Universal de St. Louis, tendo arrebatado aí o Grande Prémio (medalha de ouro). A utopia do padre Himalaya anunciava, ainda, uma futura idade solar.

Manuel António Gomes, mais conhecido por padre Himalaya, nasceu em 1868 e morreu em 1933. Além do forno solar, inventou explosivos, criou um sistema de irrigação e traçou um plano de arborização para todo o país.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:32

Quarta-feira, 26.04.17

Homenageado combatente soajeiro falecido no Ultramar

IMG_0569.JPG

Nas cerimónias comemorativas do 25 de Abril, organizadas pelo Município de Arcos de Valdevez, foi prestada homenagem aos militares arcuenses (mortos e vivos) que lutaram pela pátria de 1961 a 1974. O soldado soajeiro (do Campo Grande) Jaime Barbosa Soares, que tombou em Moçambique a 22 de agosto de 1974, foi um dos 25 arcuenses lembrados nesta sessão cheia de simbolismo. A Junta de Soajo não se fez representar neste tributo público.

Com pouco público a assistir, o Dia da Liberdade, misturado com “vivas a Portugal”, foi o mote para não deixar cair no esquecimento a guerra colonial, um dos mais marcantes acontecimentos da história contemporânea portuguesa. No primeiro andamento, após o toque de silêncio dado pelo clarim, o edil João Manuel Esteves e o presidente do Núcleo de Monção da Liga dos Combatentes (NMLC), Francisco Almeida (com origens arcuenses), depositaram uma coroa de flores junto ao monumento que homenageia os antigos combatentes.

De seguida, por intermédio de Manuel Magalhães Vieira, vogal da direção do NMLC, procedeu-se, com “saudade” e “em família”, à leitura da oração pelos mortos, prece cerimonial em “respeito e gratidão pelos nossos mortos, militares e civis, que deram a sua vida ao serviço da pátria”. Complementarmente, Carlos Anselmo, coronel de infantaria e secretário da direção do NMLC, fez a chamada dos nomes dos 25 mortos, com o grito “presente” a ser entoado, outras tantas vezes, pelos ex-combatentes perfilados numa das alas.

No balanço e contas, a guerra colonial matou cerca de 9 mil militares em Angola, Guiné e Moçambique, deixando, também, dezenas de milhares de soldados feridos e com deficiências de vários graus, alguns dos quais soajeiros.

Na qualidade de combatente ferido no Ultramar discursou Carlos Anselmo para realçar que, “de todas as condecorações” por ele recebidas, a que lhe dá “mais orgulho” é a de ser considerado “um ferido em combate e ao serviço da pátria”, distinção que “constitui uma entrega tão generosa e tão imensa que é indelével para toda a nossa vida”, justificou.

A fechar este ato, cantou-se a plenos pulmões o hino português.

IMG_0593.JPG

IMG_0691.JPG

IMG_0679.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:36

Segunda-feira, 24.04.17

“Lista de candidatos do PSD está cingida a três nomes”. Conheça os dois favoritos

Nem_a_.jpg

As eleições autárquicas que se vão realizar no próximo dia 1 outubro já estão a “fervilhar” no partido que quer recuperar a autarquia de Soajo.

O PSD tem conhecido algumas contrariedades no processo de escolha do cabeça de lista à Junta de Freguesia de Soajo e, após recusa dos preferidos, os candidatáveis “estão agora cingidos a três nomes”, segundo fonte destacada do PSD Concelhio,

“Há três candidatos possíveis para encabeçar a lista do PSD à Junta de Freguesia de Soajo, sendo Manuel Barreira da Costa e Luísa Gomes dois desses nomes e o terceiro alguém residente e que seria novidade nas lides políticas”, diz a referida fonte, sem querer desvendar a identidade deste outsider.

Ao blogue Soajo em Notícia, Manuel Barreira da Costa, que exerceu o cargo de presidente da Junta durante quatro mandatos (de 1997 a 2013), deixa tudo em aberto.

“Não digo que sim nem que não… Já fiz a minha parte seja como presidente da Junta seja como deputado municipal, mas não descarto uma recandidatura ou como cabeça de lista ou fazendo parte de uma lista encabeçada por alguém com valor”, admite Barreira da Costa, lembrando que o cargo de presidente da Junta de Soajo exige “competência”, “experiência” e “trabalho de equipa”.

E Luísa Gomes (antiga administrativa da Junta de Freguesia) tem os requisitos de que fala? “Sim, e gostava de voltar a trabalhar com ela, é uma pessoa preparada e está dentro dos problemas de Soajo”, responde Barreira da Costa, que se mostra sensibilizado com os “muitos apelos” que tem recebido para “avançar às eleições” do próximo outono.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 19:47

Segunda-feira, 24.04.17

Porco-bravo à mesa

1407_javali_2.jpg

O Clube de Caça e Pesca de Soajo organiza um jantar-convívio, para sócios e não-sócios, no próximo domingo (30 de abril, por volta das 20.00). O encontro na Casa do Povo de Soajo promete aliar os bons sabores (javali estufado, além das entradas e sobremesas típicas de Soajo) ao genuíno espírito de confraternização, que é apanágio dos caçadores.

O repasto que será servido aos comensais é o produto das jornadas de caça que o Clube de Soajo promoveu durante a época cinegética.

As reservas podem ser feitas até 27 de abril para os números 938 586 896 (António Cerqueira “Catito”) e 936 337 134 (Alexandre Rodas).

Os sócios pagam 10 euros e os não-sócios 12.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:48

Pág. 1/4



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30