Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Teresa Araújo, Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Quarta-feira, 18.05.16

Delfim elege Leiras como um dos melhores cantadores da atualidade

maxresdefault.jpg

Vem este trabalho a propósito do documentário Desafios, disponível para visionamento no Lugar do Real (http://lugardoreal.com/video/desafios#click-high), que retrata, na perfeição, o que são os cantares ao desafio, tradição que está na essência de Soajo.

No Alto Minho, e, em particular, em Soajo, não há festa sem cantadores ao desafio (e sem concertinas). Por isso é que, para muitos, Soajo é um dos “berços” na arte de cantar e de bem tocar o referido instrumento.

Para Delfim, segundo a crítica, o maior de todos os artistas, das novas gerações de cantadores ao desafio, é o soajeiro Leiras (Manuel Araújo) quem está no topo.

 

Três perguntas a Delfim

IMG_2454.JPG

“Leiras é um dos poucos cantadores a sobressair”

  1. Em relação a tempos idos, em que é que os novos cantadores se distinguem?

Isto mudou um pouco [face ao meu tempo]… Hoje, há quem cante grosserias, e, em certos casos, não há educação nenhuma, algo que nós prezávamos muito.

  1. Dos que estão no ativo, que cantadores elege (ambos os sexos)?

Do lado das mulheres, destaco a Carminda, minha filha, que é a melhor, pois, desde muito nova andou comigo, e, por regra, canta certinho. De entre os homens, há um reduzido grupo a sobressair. Temos o Leiras, de Soajo, e o Zé Manel, do Vale, que também canta bem. Fora dos Arcos, em Ponte da Barca, há a Rosa Maria e a Celeste. De resto, excluindo a Adília, de Arouca, a Irene, de Vila Nova de Gaia, e outra Irene, de Vila do Conde, não há praticamente mais ninguém.

  1. Como é que explica, no presente, a proliferação de tocadores de concertina?

Ao contrário do que acontecia antigamente, hoje, há muitos tocadores… Dantes, chamava-se ‘parolo’ a quem carregava uma concertina às costas… Felizmente, Jesus!, hoje em dia, há muitos jovens que tocam: existem romarias que juntam mil e tal pessoas e mais de metade dos tocadores é do sexo feminino.

 

Três perguntas a Manuel Leiras

Compartes3.JPG

 

“Uma boa desgarrada depende da boa disposição e do adversário”

  1. Delfim considera-o um dos melhores cantadores da atualidade. Quer comentar?

Trabalhámos juntos durante muito tempo, por isso, ele conhece-me muito bem, e eu a ele. Portanto, ele sabe do que sou capaz. De resto, somos amigos há muitos anos.

  1. O que é preciso para uma boa desgarrada?

Em primeiro lugar, é fundamental estar bem-disposto. E, depois, é importante ter um bom adversário. Embora haja momentos para tudo, de todos os cantadores com quem emparelhei, destaco o Delfim e o Cunha, de Vila Verde, muito criativo nas rimas.

  1. Cantar ao desafio ou tocar concertina: o que prefere? Porquê?

Gosto muito de cantar e de tocar. Mas é mais difícil cantar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 17:40



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031