Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Quarta-feira, 23.11.16

Há menos cogumelos este ano devido às áreas queimadas

cogumelos.jpg

Quando existem condições favoráveis, despontam por (quase) todo o lado com as primeiras chuvas de outono.

Mas, este ano, devido aos incêndios de verão, os solos estão muito menos produtivos nas áreas ardidas e, por causa disso, quase não se vislumbram cogumelos em zonas onde eles antes abundavam.

Ainda assim, como acontece em Soajo, com um grande grupo de apreciadores, quem gosta de sentir o cheiro da terra húmida e experimentar umas caminhadas pelo meio da natureza arrisca na mesma fazer passeios micológicos pelos campos e bosques, onde estes frutos comestíveis, com grande interesse gastronómico e económico, brota(va)m e cresc(ia)m (em anos mais favorecidos).

O melhor testemunho da escassa produção atual são as cestas vazias (ou quase) no regresso dos colhedores a casa, sendo crível que venham, aí, anos de melhor pecúlio – o potencial fértil vai aumentar com a regeneração dos terrenos e das folhosas (algumas), além da reposição dos nutrientes em falta nos solos (detritos do gado, por exemplo).

Segundo o Observatório Agrícola, no nosso país, estão identificadas cerca de trezentas espécies de cogumelos. Destas, há, pelo menos, quarenta variedades aptas para o consumo humano sem efeitos secundários indesejáveis, de acordo com o guia online do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. 

A Associação Micológica EcoFungos lembra que “o consumo de cogumelos silvestres pode provocar a morte ou consequências futuras de insuficiência renal ou hepática. Pode originar gastroenterites graves e desidratações igualmente graves”, avisa. Ou seja, por muito familiares que os cogumelos sejam à vista, lembre-se que todo o cuidado não é de mais.

Para distinguir as diferentes variedades, as saídas de campo, com uma vertente pedagógica muito forte, passaram a ser organizadas localmente por associações ligadas ao mundo rural, como é o caso da ARDAL – Porta do Mezio.

IMG_0332.JPG

14633019_1326464957386994_965623298025473381_n.jpg

15032859_1341461782553978_6444642870665950872_n.jp

15036724_1341462299220593_211608985007609017_n.jpg

15037064_1341461489220674_6837060240075786675_n.jp

15095029_1341462122553944_155779872545488537_n.jpg

15095648_1341462045887285_4794973241218002882_n.jp

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 12:38



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930