Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Teresa Araújo, Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Sexta-feira, 30.06.17

Presidente do Conselho Diretivo dos Baldios de Soajo responde às polémicas de momento

19895479_SIv3B.jpeg

Em tempos recentes, têm vindo a ser denunciadas, de modo corrente, situações de alegados favorecimentos e identificadas vastas áreas de baldio por limpar na freguesia de Soajo, críticas que visam a brigada de sapadores florestais que está afeta à Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo.

Confrontada com estas críticas, a presidente do Conselho Diretivo dos Baldios de Soajo, em entrevista ao blogue Soajo em Notícia, desmente a prática de favores pessoais, explicando, de seguida, a estratégia implementada no terreno em função dos condicionalismos existentes. De permeio, elogia o corte de eucaliptos no lugar de Paradela, por iniciativa de privados.

 ***

Circula a informação em Soajo de que a equipa de sapadores florestais tem estado bastante empenhada na realização de trabalhos de limpeza favorecendo particulares, principalmente nos lugares de Vilarinho das Quartas e de Vilar de Suente. Quer comentar?

Não há nenhum fundamento nisso. O pouco trabalho de limpeza que tem sido feito, pelos Baldios, por conta de particulares, é sempre a pedido destes e o mesmo tem sido devidamente ressarcido, no caso 10 euros/hora, segundo resolução da Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo. Ou seja, não há trabalhos de limpeza executados para particulares sem a respetiva contrapartida financeira para os Baldios.

Porque é que o campo de ação da brigada está – ou parece, pelo menos – demasiado centrado nos caminhos de Vilarinho e de Vilar?

Bem, na verdade, a função da brigada dos Baldios é limpar o baldio… Mas sabemos que há dificuldades em ter os acessos limpos e, depois do que aconteceu com os incêndios de 2016, temos de redobrar atenções, abrindo acessos e colocando os caminhos devidamente transitáveis. Não queremos que se volte a repetir o sucedido no ano passado.

Além do mais, quando limpamos um caminho não estamos a beneficiar apenas uma pessoa, de quem, eventualmente, podemos até não gostar… É que ninguém transita sozinho num caminho.

A limpeza do imenso baldio está comprometida e isso pode repercutir-se nos programas de financiamento. O que é que pensa disso?

Tem sido um ano supercomplicado. Por isso é que há coisas que ficam para trás… Lembro que, além da limpeza de caminhos, entre outros trabalhos, tivemos se fazer marcação de árvores, preparação de terreno para (re)florestações…

De resto, o nosso trabalho, também, é de sensibilização. Em Paradela, por exemplo, os privados e os madeireiros estão a cortar os eucaliptos, que são uma espécie altamente inflamável. Já se consegue ver, de cima, o lugar de Paradela, sinal de que as pessoas não querem os eucaliptos nas proximidades de casas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 16:10



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930