Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Sexta-feira, 17.02.17

Quando a caça é um desporto entre amigos e uma fonte de rendimento para a Terra (ver fotorreportagem)

IMG_8903.JPG

Realizou-se, este domingo, 12 de fevereiro, nos montados de Adrão, a última montaria ao javali da presente época cinegética. Apesar das nuvens ameaçadoras, a atividade praticamente não teve chuva a atrapalhar os caçadores.

Com 34 portas, quatro matilhas e 35 monteiros (alguns caçadores galegos incluídos), o resultado desta montaria saldou-se por um javali abatido, fulminado por António Martins, de Vilar de Suente, e Luís Canossa, de Paçô, presenças regulares nas montarias organizadas pelo Clube de Caça e Pesca de Soajo.

Mas o grupo antes de rumar à preciosa mancha de Adrão concentrou-se, em clima de verdadeira amizade, no Café Paris Latino, onde todos degustaram o típico mata-bicho, regado com sumos e bom vinho (em dose moderada…).

Servido o “improvisado” almoço, o grupo convergiu para Adrão, onde, depois de largados os cães pelos matilheiros, os monteiros bateram mais de duzentos hectares desde perto do meio-dia, com os sentidos postos no rasto de javalis.

É a paixão pela caça que leva os caçadores, mesmo em dia farrusco, e sem ponta de desânimo, a palmilhar montes e vales com arma pronta para atirar aos suínos numa área onde eles existem em bom número. Prova disso é que, segundo a organização, foram disparados perto de trinta tiros.

Mas não é apenas a caça grossa que atrai os adeptos deste desporto. O contacto com a natureza é um aliado de peso e a diversidade de motivos para admirar faz bem aos caçadores. Também o convívio à mesa “alimenta o bichinho”. Cada jornada de caça é sempre um dia de festa, com os ansiados reencontros de amigos e a possibilidade (bem real) de fazer novas amizades.

No “pulmão” do Parque Nacional, os residentes, também, lidam bem com as montarias e estas são do agrado dos locais, porque a caça é um meio para controlar a população de porcos-bravos. E o comércio (comes e bebes) também fica a ganhar com estas atividades. As mais de quarenta pessoas que participaram na montaria deste domingo deixaram o seu dinheiro em Soajo e, muitos destes visitantes, levam o nome da Terra para fora, além dos sabores e saberes gastronómicos.

Pela segunda vez, o dia de caça terminou à mesa do Café Jovem, onde, por volta das 18.30, começou a ser degustado o jantar, cujo menu, constituído por várias iguarias, fez as delícias do simpático grupo. Como prato principal, foi servido entrecosto, com feijão preto e arroz seco.

Findo o repasto, foi decidido não licitar o javali abatido, que será degustado, em futuro convívio, por sócios e amigos do Clube de Caça e Pesca de Soajo.

A organização esteve a cargo de António Cerqueira (“Catito”), Alexandre Rodas, Alexandre Gonçalves, Alexandre “Padeiro” e Pedro Araújo.

imgpsh_fullsize (6).jpg

imgpsh_fullsize (17).jpg

imgpsh_fullsize (14).jpg

imgpsh_fullsize (12).jpg

imgpsh_fullsize (11).jpg

imgpsh_fullsize (10).jpg

imgpsh_fullsize (7).jpg

imgpsh_fullsize (16).jpg

imgpsh_fullsize (4).jpg

imgpsh_fullsize (3).jpg

imgpsh_fullsize (2).jpg

imgpsh_fullsize (9).jpg

imgpsh_fullsize.jpg

imgpsh_fullsize (19).jpg

imgpsh_fullsize (18).jpg

IMG_8878.JPG

IMG_8880.JPG

IMG_8879.JPG

IMG_8886.JPG

IMG_8889.JPG

IMG_8896.JPG

IMG_8892.JPG

IMG_8890.JPG

IMG_8894.JPG

IMG_8895.JPG

IMG_8900.JPG

IMG_8885.JPG

IMG_8898.JPG

IMG_8899.JPG

IMG_8904.JPG

IMG_8901.JPG

IMG_8902.JPG

IMG_8908.JPG

IMG_8905.JPG

IMG_8897.JPG

IMG_8906.JPG

IMG_8907.JPG

IMG_8909.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 21:33



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728