Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Teresa Araújo, Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Quarta-feira, 07.06.17

Soajo contemplado com projetos no âmbito do Plano de Valorização do Parque Nacional

t65t6.JPG

O Plano de Valorização do Parque Nacional da Peneda-Gerês conheceu avanços significativos nos últimos tempos. O objetivo é criar uma “plataforma giratória” em torno da conservação da natureza e, por correlação, transformar esta área protegida, com imenso património material e imaterial, numa âncora de desenvolvimento. Ao abrigo deste Plano, a ARDAL – Porta do Mezio, em articulação com outros organismos, procedeu a quatro grandes candidaturas, a seguir apresentadas.

Com epicentro em Soajo, a primeira ação, a empreender conjuntamente com a Comissão dos Baldios de Soajo, conforme protocolo celebrado recentemente, tem o lobo-ibérico como elemento central. O objetivo é criar na antiga Casa Florestal do Arieiro, sob gestão dos Baldios de Soajo, a iniciativa Lobo e Homem, espécie de centro interpretativo deste animal. Trata-se, na essência, de um “plano de pedagogia e de interpretação ambiental sobre o lobo-ibérico”.

Mas, para esse efeito, o referido imóvel terá de ser recuperado e reconvertido. Sabe-se que existe recetividade para que esta casa florestal e outras sejam doadas, a curto prazo, aos Baldios de Soajo – a Direção-Geral do Tesouro e Finanças tem a posse deste património e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) é o organismo responsável pela gestão do Parque Nacional. Segundo acrescenta uma fonte do Conselho Diretivo dos Baldios de Soajo, há abertura do ICNF para “autorizar a recuperação” desses imóveis.

O segundo projeto – Plano de Educação Ambiental Integrado na Porta do Mezio – vai “permitir dar continuidade à iniciativa GNÓMON, Escolas na Biosfera, cingindo-se o mesmo ao concelho de Arcos de Valdevez”, explica o coordenador da ARDAL. O antedito Plano visa fazer a transição “do espaço escola (primeira fase) para o ambiente de natureza (segunda fase)”, adianta Pedro Teixeira.

A terceira iniciativa, sob a designação de Estábulo do Garrano – Oficina Lúdico-pedagógica, como o nome indica, diz respeito a esta raça autóctone emblemática do Parque Nacional, estando a ação associada ao propósito de “potenciar o Centro Hípico” existente nas imediações da Porta do Mezio.

O último projeto refere-se à Implementação e Execução da Fase II do Plano Operacional de Gestão da Área de Intervenção Específica da Porta do Mezio. Esta iniciativa, relacionada com o Parque Biológico, prevê a “incorporação e o fecho dos habitats”, assim como a instalação de “novas tecnologias”, numa perspetiva de “realidade aumentada” e de “informação ao visitante”. Mas o “chumbo” ao Parque Biológico do Mezio, pela Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo, por alegadamente aquele estar projetado em território de Soajo (pelo menos, parcialmente), pode vir a inviabilizar o avanço desta ação a curto prazo. 

À parte este litígio, a estratégia delineada pelas várias entidades parceiras, com a colaboração da secretária de Estado Célia Ramos, está virada para a conservação da natureza e para a valorização do território.

ehye3.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:32



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930