Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Segunda-feira, 29.01.18

Mulheres de Soajo recriam fiadeiro no Teatro Nacional D. Maria II

IMG_6887.JPG

O Salão Nobre do Teatro Nacional D. Maria II acolhe, no próximo dia 17 de março (16.00), uma recriação do fiadeiro/fiadouro pelas mulheres de Soajo. Trata-se de uma iniciativa que emparceira o projeto “A música portuguesa a gostar dela própria”, do conhecido documentarista e realizador, Tiago Pereira, também curador do espetáculo.

Na página oficial do Teatro Nacional D. Maria II, é assim feita a descrição desta tradição soajeira. “Os fiadeiros, à semelhança de outros trabalhos como as debulhadas das espigas, eram feitos nas casas, à noite. Serviam para juntar as mulheres, amigas e familiares à volta do trabalho da lã, entre conversas e confidências femininas. Quando se aproximava a hora de terminar, os homens apareciam e ficavam à porta da casa onde se realizava o fiadeiro. Acompanhados por uma concertina, cantavam para as mulheres, a pedir para entrar. E só depois de obterem resposta delas é que entravam. Depois disso, dançavam e cantavam. O tom dos cantares do fiadeiro é mais baixo. Enquanto se fiava, muitas carpeavam a lã e outras faziam meias [com quatro agulhas] ou outras peças”, lê-se na sinopse.

É justo referir que, para não deixar cair no esquecimento e fazer perdurar saberes ancestrais, algumas associações de Soajo têm organizado, em anos recentes, saraus com o objetivo de recriar o fiadeiro tal como este se fazia há décadas, reunindo dezenas de fiadeiras, entretidas no trabalho de esguedelhar, carpear e fiar a lã, ao som dos cantares tradicionais e das concertinas. 

Depois de carpeada (a lã), uma das mãos segura a lã desfiada e a outra movimenta-a para determinar a respetiva espessura. Neste meticuloso "ofício", as mãos desempenham, quer no processo de fiação manual (o mais usual) quer no de fiação com roca e fuso (mais “tecnológico”), um papel crucial de início ao fim.

O resto é executado pelo saber “mecanizado” das traquejadas fiadeiras, como se verá no dia 17 de março, no prestigiado Teatro Nacional D. Maria II, onde dezena e meia de soajeiros (entre fiadeiras e tocador(es) de concertina) vai difundir o nome da Terra por este grande palco de cultura nacional.

IMG_7157

IMG_7161

1

IMG_7101Fotos: Soajo em Notícia

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 17:26


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031