Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

A Câmara Municipal aprovou apoios a quatro agregados familiares de Soajo para reabilitação de casas. A medida, que decorre do processo de receção de pedidos de ajuda, por parte de munícipes sem habitação adequada, durante o segundo semestre de 2019, vai beneficiar mais de uma dezena de pessoas em Soajo.

Segundo a vereadora da Ação Social, “com o envolvimento de juntas de freguesia, Segurança Social, IPSS, Comissão de Apoio à Pessoa Idosa, paróquias e dos próprios requerentes necessitados, desde julho de 2019 que entraram nos serviços da Câmara vinte processos [provenientes de várias freguesias], todos examinados por nós. Alguns dos candidatos, maioritariamente idosos e sem meios de locomoção, não reuniram os elementos necessários de modo atempado, mas, por não serem casos urgentes, decidimos fazer a sua análise em momento posterior, podendo os mesmos vir a reunião de Câmara, sobrando ainda outros casos em que, na base do diálogo, tentaremos reestruturar as respetivas propostas”, diz Belmira Reis. 

O programa municipal em vigor, com dois períodos de candidatura ao ano (um por semestre), está a permitir fazer um diagnóstico alargado dos munícipes sem acesso a habitação condigna por falta de condições financeiras. Através dele, são sinalizadas as carências habitacionais, quantitativa e qualitativamente, no concelho de Arcos de Valdevez.

Consoante as necessidades detetadas, a recuperação habitacional pode englobar obras como a substituição ou manutenção de telhados, o reforço estrutural, a reabilitação de pavimentos, a (re)construção de casas de banho, a resolução de problemas causados por infiltrações de água e a renovação de infraestruturas elétricas.

Para a vereadora que tutela a área, os resultados do plano para a habitação já são visíveis e o programa tem beneficiado da solidariedade da comunidade. “Temos casos em que os munícipes ajudados foram buscar os pais para irem viver com eles, ou vice-versa, porque foram criadas melhores condições de alojamento, e, graças a isso, passaram a ter outra perspetiva da vida. E, depois, há os vizinhos e diversas instituições que estão a ajudar a equipar/mobilar as casas”.

Também o presidente da Câmara Municipal elogia a intervenção num contexto especialmente complexo. “Apesar das vicissitudes, temos conseguido vencer a inércia […], resolvendo o problema das pessoas sinalizadas. O conforto habitacional é, muitas vezes, o ponto de partida para se melhorar a situação pessoal e familiar”, sublinha igualmente João Manuel Esteves.

Para a oposição, “a medida é importante, pois permite fixar as pessoas nos sítios delas e onde tiveram a sua história de vida, sendo importante, porém, que a informação chegue a todos”, sustenta Dora Brandão.

Nota | Por razões de privacidade, e ao abrigo da lei, o blogue Soajo em Notícia não divulga a identidade das famílias beneficiadas.

Foto: Internet

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.