Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

A bacia do Lima, que engloba as albufeiras de Soajo/Lindoso e S. Jorge/Touvedo (esta com 4% da capacidade de armazenamento da primeira), registava à data de 15 de novembro uma disponibilidade hídrica armazenada de 17,8%, nível bastante inferior ao volume médio de 56,9% apresentado para o período em questão, segundo os dados reunidos pelo Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH).

Devido à seca, o volume de água armazenado na bacia do Lima tem vindo a baixar significativamente desde setembro, situação que se está a agravar neste mês de novembro dada a não ocorrência de precipitação. Recorde-se que, no início de junho, a reserva da bacia que detém a principal hidroelétrica nacional (Soajo/Lindoso) registava uma disponibilidade hídrica de 69%.

No mapa do SNIRH referente ao armazenamento das albufeiras a nível nacional verifica-se que a bacia do Lima é a segunda do país com menor percentagem de água armazenada neste período do ano (só a bacia do Barlavento se encontra em pior situação, com 13,9% de disponibilidade hídrica).

Numa altura em que o nível de armazenamento da bacia do Lima está como há muito não se via, as antigas veigas da Várzea que se encontravam submersas estão agora à vista. Apesar de ser um momento de atração turística (e de saudade para quem trabalhou e viveu da terra antes da construção da barragem), a descida gradual das águas ameaça tornar-se um problema muito severo caso os índices de pluviosidade no inverno fiquem aquém do normal.