Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

Pelo segundo ano consecutivo, a Casa do Povo da Vila de Soajo aliou-se ao grupo "Os Domingueiros" para levar a cabo uma organização que incluiu gastronomia e teatro. Há 35 anos que esta coletividade arcuense promove um programa de iniciativas em prol da atividade física e da saúde, sobretudo jogos de futebol com equipas convidadas, tendo ainda como elemento agregado os sabores gastronómicos à mesa de vários restaurantes. 

O “clube” de que se fala foi fundado na década de oitenta do século passado sob a égide de José Manuel Fernandes (“Barbeiro da Ponte”) e Inácio da Silva Ferreira (médico dentista), que, à época, convenceram as respetivas famílias (mulheres e filhos) a praticarem exercício físico aos domingos de manhã.

O grupo foi crescendo passo a passo e, nessa caminhada, outros arcuenses foram-se juntando aos principais impulsionadores, até que, na década de noventa, tomou em mãos a responsabilidade de gerir “Os Domingueiros” o diretor Paulo Aguiam, “o faz-tudo”, que ainda hoje orienta o grupo.

O histórico de partidas ao domingo, que já se podia compaginar com um livro de memórias, teve mais um “capítulo” no passado dia 17 de fevereiro, no relvado sintético do Estádio Municipal de Arcos de Valdevez, desta vez opondo “Os Domingueiros” a uma equipa de Cerdal (Valença), ilustre convidada para mais uma bonita jornada de confraternização, em que o resultado dentro das quatro linhas, um salomónico empate a quatro golos 4-4, foi o que menos contou.

Depois das fintas, dos golos que deram num “arranjinho”, a contento de todos, e do banho refrescante, a comitiva de mais de cinquenta pessoas rumou a Soajo, com destino à Casa do Povo, onde foi servido, para cerca de 150 comensais, um recheado menu com sarrabulho à soajeira, que deliciou os anfitriões e os visitantes.

Finda a degustação, subiu a primeiro plano a encenação de Os 10 Cobrimentos, pelo Grupo de Teatro do Vez, fruto de uma iniciativa de descentralização cultural que juntou, uma vez mais, a Casa do Povo de Soajo e a Casa das Artes concelhia.

A peça, estreada na Casa das Artes no passado dia 17 de novembro do ano findo, tem cerca de cinquenta minutos de duração e retrata os descobrimentos portugueses de uma forma (des)construtiva, misturando teatralização da História ao vivo, sátira social e humor, num ambiente de exaltação dos feitos nacionais, ou não tivessem os portugueses conseguido “espalhar” pelo mundo a civilização e a fé cristã.

Pelas manifestações públicas de agrado que os convivas de Valença expressaram no fim desta bonita jornada, é muito provável que muitos deles voltem a Soajo para passeios familiares, nessa altura, sem a pressão do relógio quanto à hora do regresso.

Entretanto, com a ajuda dos colaboradores municipais e dos patrocinadores, “Os Domingueiros” prometem continuar a ser o mesmo grupo perseverante e hospitaleiro, fazendo jus à sua marca de longevidade.

 

Fotos: Soajo em Notícia e Miguel Rodas

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.