Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.

Para universalizar o uso de meios tecnológicos e, assim, garantir que toda a comunidade escolar se encontra em efetiva igualdade de oportunidades com vista ao êxito escolar, o Agrupamento de Escolas de Valdevez (AEV) vai emprestar computadores com acesso à Internet aos alunos carenciados do concelho para que estes também possam acompanhar as atividades letivas no regime do ensino à distância. De entre a população escolar sem equipamento informático e/ou Internet há vários alunos de Soajo.

Esta iniciativa resulta de um protocolo patrocinado pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, que concedeu um apoio de 40 mil euros ao AEV para promover o acesso aos meios informáticos a todos os alunos que deles carecem. O empréstimo de recursos tecnológicos aos “alunos e famílias mais vulneráveis [...] cria mais e melhores condições no acesso às aulas no modelo de ensino à distância e garante igualdade no acesso à educação a todos”, diz o Município em comunicado.

No processo de empréstimo de material informático, o AEV vai trabalhar em articulação com a Associação de Pais e Encarregados de Educação do AEV na sinalização das famílias carenciadas (algumas das quais têm mais de um educando a frequentar o ensino básico).

Por seu lado, a Junta de Soajo anunciou, na sua página oficial, a disponibilização, “sem qualquer custo”, do serviço de “impressão dos trabalhos de casa e textos de apoio aos estudantes da freguesia”.

Entretanto, o terceiro período, que se iniciou no passado dia 14 de abril (só para os alunos do básico e do 10.º ano), traz mais uma novidade a partir da próxima segunda-feira, 20 de abril, para os estudantes até ao 9.º ano: uma nova versão da telescola, o novo recurso educativo que funcionará como complemento do ensino à distância para cerca de 1060 alunos do AEV.

As aulas para os alunos do básico serão emitidas pela RTP Memória (canal público em sinal aberto) para que os conteúdos cheguem a todos os alunos. A iniciativa adotará soluções para que as aulas não se sobreponham, garantindo que as famílias com mais de um filho possam usufruir dos conteúdos através da televisão.

O tempo diário de emissão será repartido pelos diferentes níveis de ensino. As aulas decorrerão de segunda a sexta, tal como numa escola convencional, com as explicações dos professores a chegarem através da televisão (cada aula terá uma duração de trinta minutos). A telescola (denominada #EstudoEmCasa) não dispensará o ensino à distância, dito de outra maneira, os conteúdos na televisão serão um complemento do ensino baseado nas novas tecnologias.

A este respeito, e com o objetivo de rentabilizar o ensino online, os professores do AEV estão a recorrer ao programa Office 365 (que também funciona como videoconferência), permitindo criar equipas por disciplina e garantir aos alunos os conteúdos e a informação de que necessitam para o processo de aprendizagem.

Nota | A foto de primeiro plano que ilustra o artigo é do portal  "Notícias ao Minuto".

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.