Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Segunda-feira, 23.04.18

Relatório de autópsia diz que João Gonçalves Araújo morreu de “causa natural”

gtryeewgh

O Ministério Público, por falta de indícios acerca dos alegados factos suscetíveis de consubstanciarem a prática de um crime de maus-tratos perpetrados na pessoa de João Gonçalves Araújo, proferiu despacho de arquivamento em relação aos autos que tiveram origem com denúncias comunicadas – à Procuradoria da República – post mortem do soajeiro de 45 anos.

Recorde-se que João Gonçalves Araújo morreu no dia 19 de setembro de 2016, quando estava internado nos cuidados intensivos do Hospital de Viana do Castelo.

Segundo o despacho, datado de 4 de abril de 2018, ao qual o blogue Soajo em Notícia teve acesso, o certificado de óbito revela que João Gonçalves Araújo faleceu devido a “sépsis grave com falência multiorgânica; meningite bacteriana por listeria monocytogenes e lesão renal aguda oligoanúrica; etilismo crónico; tabagismo”.

De acordo com o relatório de autópsia médico-legal, tendo em conta os “dados necrópsicos, da informação social colhida […] e o resultado dos exames complementares, tudo se conjuga para o facto de que a morte de João Gonçalves Araújo tenha sido devida a falência multiorgânica por sépsis pós-meningite bacteriana por listeria. Esta é causa de morte natural”.

Para além disso, “não foram apresentados ou recolhidos quaisquer outros elementos de prova relevantes para a descoberta da verdade material”, pois “nenhuma das testemunhas inquiridas referiu ter presenciado qualquer situação que pudesse configurar qualquer tipo de maus-tratos, ou até mesmo de negligência em relação ao falecido”. Dito de outra maneira, “apenas são relatados boatos, existentes na freguesia, sem qualquer suporte factual”, lê-se no acórdão relativo ao processo.

Por tudo isto, e com base no relatório de autópsia, conclui-se que “a causa de morte do falecido João teve origem natural”, tendo sido devida a doença, e não causada por agressão ou acidente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:32


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930