Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Quarta-feira, 26.10.16

Soajo bem representado na Feira “Cores e Sabores de Outono” do Agrupamento de Valdevez

IMG_3309.JPGO recinto da escola-sede do Agrupamento de Escolas de Valdevez (AEV) engalanou-se, hoje, quarta-feira (26 de outubro), para acolher mais uma Feria Franca “Cores e Sabores de Outono”. A representar a tradição fruteira e hortícola de Soajo, assim como as habilidades artesanais da Terra, estiveram os alunos que frequentam o 2.º ciclo no AEV.

“A feira está a correr bem, já fiz cerca de 20 euros”, soltou, quando a atividade ia a meio, o soajeiro Alexandre Araújo Ramos (com uma vistosa boina campestre), que, na banca improvisada, e em sociedade com um colega de turma, tinha um generoso cabaz de produtos ao dispor dos visitantes, entre maças, kiwis, alho francês, doces de figo e tomate, castanhas, cidreira, loureiro…

Já Beatriz Neto Rodas, também de Soajo, fez negócio com biscoitos, marmelada caseira e travessões. Os clientes, a maioria caras conhecidas, reconhecem o bom gosto dos adornos multicolores.

O tempo soalheiro ajudou, também, a “chamar” pais/encarregados de educação, familiares, amigos ou simples curiosos. Nesta feira, bastante concorrida, sobrou, para muitos, o embaraço da escolha. Nos cerca de trinta stands e pontos de venda montados no recinto, podia encontrar-se um pouco de tudo que fosse alusivo ao mundo rural. Frutos da época (castanhas, nozes, abóbora…), doces, compotas, mel, marmelada, leguminosas, cebolas, chás, coelhos, ovos caseiros, plantas (para ornamentar e temperar), biscoitos, bolachas…

No mercado ao ar livre, há quem procure produtos específicos. “Quero comprar mel”, disse Aurélio Ferreira, bastante “reconfortado com a interação criada na feira”, segundo uma tradição que germinou “há mais de uma década, sob iniciativa, àquela época, dos professores de EVT (Educação Visual e Tecnológica) e Ciências da Natureza”, acrescenta o adjunto do diretor do AEV, tão envolvido na ambiência como os restantes elementos da direção.

Com o passar do tempo, muitas das cestas que estavam carregadas de produtos de lá saíram vazias ou quase. A castanha, que Arnaldo Pereira comprou, foi um dos produtos mais transacionados. Os legumes também. Os visitantes, por regra, não se importam de pagar o valor justo pelo bom produto e não fazem grande questão de regatear o preço.

Só o acerto de contas, por falta de “trocos”, em certas situações, dificultou as trocas comerciais, mas disso resultou um exercício de raciocínio matemático bastante enriquecedor, até por ser em contexto prático. O cliente José Viana experimentou um compasso de espera, mas não perdeu nunca a compostura.

Entretanto, muitos dos visitantes exultam com o ambiente festivo. Absorvidos por esse espírito, os elementos do Rancho Folclórico de S. Pedro de Souto, de várias idades, apresentam-se trajados, como se de uma atuação num festival folclórico se tratasse, e brindam a assistência com uma bonita sequência de danças e cantares, sempre ao som da concertina.

O figurino de feira – onde alunos, professores e pais interagem como raramente acontece no atual sistema de ensino, muito mais formal do que informal – é do agrado de todos. “É uma feira lindíssima”, atira a professora Ermelinda Costa, enquanto ronda os stands e os vários pontos de venda. Em sintonia, Elisa Marques, colega aposentada, elogia a “qualidade e a diversidade dos produtos à venda”. A médica soajeira Elisabete Barbosa, contagiada pela animação, participa num vira.

Em suma, pelo ambiente de grande afinidade que se vive, cada ano, nesta Feira Franca, sob organização e dinamização dos grupos de História e Geografia de Portugal (2.º ciclo), o alarme da crise fica sempre à porta da escola, pelo que os pequenos “comerciantes”, muitos dos quais trajados com roupas e acessórios do campo, não precisam de fazer uso de pregões para gerar algum negócio, pois a adesão da comunidade educativa incentiva o consumo…

IMG_3213.JPG

IMG_3207.JPG

IMG_3240.JPG

IMG_3183.JPG

IMG_3305.JPG

IMG_3323.JPG

IMG_3187.JPG

IMG_3313.JPG

IMG_3209.JPG

IMG_3216.JPG

IMG_3325.JPG

IMG_3312.JPG

IMG_3677.JPG

IMG_3278.JPG

IMG_3290.JPG

 

IMG_3261.JPG

IMG_3136.JPG

IMG_3149.JPG

IMG_3134.JPG

IMG_3142.JPG

IMG_3146.JPG

IMG_3163.JPG

IMG_3154.JPG

IMG_3198.JPG

IMG_3216.JPG

IMG_3240.JPG

IMG_3371.JPG

IMG_3281.JPG

IMG_3266.JPG

IMG_3239.JPG

IMG_3224.JPG

IMG_3133.JPG

IMG_3242.JPG

IMG_3252.JPG

IMG_3668.JPG

IMG_3564.JPG

IMG_3537.JPG

IMG_3465.JPG

IMG_3340.JPG

IMG_3455.JPG

IMG_3490.JPG

IMG_3619.JPG

IMG_3450.JPG

IMG_3542.JPG

IMG_3672.JPG

IMG_3330.JPG

IMG_3393.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 13:46


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031