Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soajo em Notícia

Este blogue pretende ser uma “janela” da Terra para o mundo. Surgiu com a motivação de dar notícias atualizadas de Soajo. Dinamizado por Rosalina Araújo e Armando Brito. Leia-o e divulgue-o.



Sexta-feira, 02.06.17

Turismo de Portugal promove linha de apoio a investimentos turísticos

S.jpg

Estão abertas candidaturas para a “Linha de apoio à Valorização Turística do Interior – Turismo de Portugal”.

Trata-se de uma linha de apoio enquadrada no Plano Nacional para Coesão Territorial, com o objetivo de revitalizar e dinamizar o interior, beneficiando, por exemplo, o Alto Minho.

A seguir, é feita uma apresentação esquemática do referido programa:

. Condições do apoio: uma parte do apoio é sem juros, a outra parte é “a fundo perdido”. 
. Destinatários: atividades turísticas, restaurantes, empreendimentos hoteleiros, bares, empresas de animação turística, operadores turísticos e agências de viagens. 
. Custos elegíveis: obras, construções e projetos.

. Ativos fixos tangíveis: viaturas, máquinas e equipamentos (incluindo software, site, alojamento…).

. Ativos fixos intangíveis (licenças): estudos e projetos de arquitetura (até ao limite de 10% do total dos custos elegíveis).

. Taxa de apoio (aplicada sobre o total dos custos elegíveis): até 50% a fundo perdido. 

. Marketing digital e comunicação: envio de newsletters, anúncios Google e Facebook, ligações (links) publicitárias em portais nacionais e internacionais, campanhas nas redes sociais e outras ações de marketing digital.

. Prazo-limite para apresentação de candidaturas: 31 de dezembro de 2017.

 

Segundo o portal do Turismo de Portugal, enquadram-se nesta Linha de Apoio iniciativas como os programas de visitação turística em destinos de interior; a promoção de calendários de eventos com potencial turístico e com impacto internacional realizados nos territórios do interior ou com impacto nesses territórios; os projetos de desenvolvimento de atividades económicas do turismo com relevância para o setor; os programas de valorização e de qualificação das aldeias portuguesas, tendo em vista a melhoria da sua atratividade e da experiência turística nestes espaços; as ações de valorização do património e dos recursos endógenos das regiões ou de desenvolvimento de novos serviços turísticos com base nesse património e nesses produtos, nomeadamente no contexto do turismo cultural, equestre, gastronómico e de natureza; e, noutra dimensão, os projetos de valorização ou incremento da oferta de percursos cicláveis, pedonais e de fruição espiritual, que concorram para o posicionamento internacional de Portugal como destino competitivo para a prática destas atividades.

a8ed3194-15d6-48cc-9e5c-132f622f8f5f.jpg

Foto (que encima o artigo): Soajo Nature

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Soajo em Notícia às 18:13


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930